26.6 C
Parintins
terça-feira, abril 20, 2021

Wilson Lima assina decreto que estimula a competitividade da produção de ovos no Amazonas

O governador Wilson Lima assinou, nesta segunda-feira (14/12), o decreto n°43.182/2020, que isenta os produtores de ovos da região do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), tornando o produto regional mais competitivo em relação a outros estados. O incentivo estimula o crescimento da atividade e a manutenção ou ampliação dos postos de trabalho no Amazonas.

O incentivo fiscal do Governo do Estado ao segmento é na modalidade crédito presumido, correspondente a 100% do valor do ICMS devido nas saídas internas de ovos.

O Amazonas vinha sofrendo a concorrência de outros estados, principalmente daqueles que também são produtores dos insumos consumidos pela cadeia produtiva do segmento, como ração, e que por isso podem oferecer o produto por um valor menor. O Projeto de Lei Complementar n° 13/2020 do Governo do Amazonas com o incentivo foi aprovado, por unanimidade, na Assembleia Legislativa do Estado, na última quinta-feira (10/12).

“O que está sendo feito com a assinatura desse decreto é a garantia da competitividade para os nossos granjeiros, para a produção de aves aqui no Amazonas, que é grande e tem crescido. E isso vai se reverter em preço mais baixo ao consumidor e principalmente em qualidade porque o ovo que sai daqui vai para a mesa do amazonense, diferente de um produto que vem por estrada ou outro transporte de longa distância até chegar à mesa do consumidor”, disse o governador.

O titular da Secretaria de Produção Rural (Sepror), Petrucio Magalhães, ressalta que o incentivo fiscal favorece a cadeia produtiva de ovos da região.  “A gente tem que agradecer ao governador Wilson Lima que encaminhou à Assembleia, que aprovou por unanimidade o Projeto de Lei, precisamos apoiar os produtores de aves no Amazonas nesse momento de dificuldades. Além disso, precisamos reduzir o preço do ovo que aumentou muito e hoje é uma proteína importante em razão da alta no preço da carne. É aqui que esses produtores geram emprego, renda e fortalecem a agricultura orgânica com o esterco da galinha. Por tudo isso devemos valorizar os produtos regionais”, frisou o secretário.

A aprovação do PL acrescenta o artigo 18-A à Lei Complementar nº 19, de 29 de dezembro de 1997, que instituiu o Código Tributário do Estado do Amazonas. O produtor local ganha vantagem com a medida porque, ao mesmo tempo que terá que recolher o ICMS, ganha crédito presumido no mesmo valor do Imposto a ser pago. Ou seja, zerando o ICMS a recolher ao fisco estadual, ao contrário do ovo importado.

Produção expressiva – O Amazonas é a 12ª Unidade da Federação que mais produz ovos de galinha no Brasil, sendo Manaus o 14º no ranking dos maiores municípios produtores desses ovos. A pesquisa do IBGE indica ainda que a produção de ovos de galinha, no Amazonas, movimentou R$ 228,3 milhões em 2019 – R$ 28,2 milhões a mais do que em 2018. O valor de produção também foi o maior do Norte do País. No segundo semestre deste ano, 2020, segundo o IBGE, o Amazonas registrou 1.930.491 cabeças de galinhas poedeiras, conforme dados publicados através do boletim Produção de Ovos de Galinha – POG, atualizado recentemente.

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui