22 C
Parintins
quarta-feira, junho 16, 2021

Única solução é Maduro entender que acabou, diz Mourão

BRASÍLIA: No dia em que o ditador venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou o fechamento da fronteira com o Brasil, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, afirmou que não vê outra saída para a crise vivida pelo país vizinho que não a troca de governo.

Segundo o vice, que viajará no domingo (24) para a Colômbia para discutir a situação da Venezuela com países vizinhos, “não tem outra solução”.

“A única solução é o regime do Maduro entender que acabou, promover novas eleições, se eleja quem tem que ser e partir daí terá de ter haver plano Marshall na Venezuela”, disse.

O general disse ainda que “possível, mas não provável” que a Venezuela corte a energia do Brasil. O estado de Roraima, fronteiriço com o país vizinho, depende de energia do país.

“Na Venezuela um dos poucos recursos que ela está recebendo é o que nós pagamos pela energia consumida.”

Antes de embarcar para a Colômbia, onde participa do Grupo de Lima, Mourão vai se reunir com o presidente Jair Bolsonaro para tratar da crise.

O vice disse ainda que o Brasil não vai suspender a ajuda humanitária à Venezuela e que o governo brasileiro nunca cogitou entrar no país vizinho.

“A ideia sempre foi e sempre será colocar o suprimento ali na fronteira, em Pacaraima, e os venezuelanos que vem ao Brasil iriam recolher o suprimento, medicamento e comida, e levar para suas casas. Uma coisa que tem que ficar para todo mundo é que a nossa fronteira com a Venezuela ela é muito pouco vivificada, ela é rarefeita de população ali”, disse.

Leia aqui matéria completa Folha de São Paulo

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui