23.2 C
Parintins
quarta-feira, janeiro 27, 2021

Sejusc inicia cadastro para emissão da Carteira de Identificação Nacional da Pessoa com Espectro Autista

A partir desta terça-feira (14/01), o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), realizará o cadastro de pessoas para a emissão da Carteira de Identificação Nacional da Pessoa com Espectro Autista (Ciptea). A medida foi aplicada após a sanção da Lei 13.977, que complementa a Lei Federal 12.764 e institui a expedição gratuita do documento.

De acordo com a secretária da Sejusc, Caroline Braz, basta apresentar a carteira para garantir a prioridade nos serviços de saúde, educação e assistência social.

“Essa carteirinha é um grande avanço para as pessoas com autismo. Antes, muitas famílias precisavam andar carregando uma pasta com vários documentos e laudos para comprovar que seu filho tinha direito a algum benefício ou prioridade”, destaca a titular da pasta. “Agora é muito mais simples, basta apresentar a carteirinha que você já tem acesso aos serviços públicos e privados”.

Público PcD – Um dos solicitantes da carteira é o publicitário Mateus Nogueira, de 28 anos. Ele foi diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista aos 15 anos e sentiu a necessidade da carteira em diversas situações. Para ele, o item irá facilitar o acesso aos serviços no dia a dia.

“A carteirinha vai ajudar porque vai ser muito mais prático e não vai precisar andar com o laudo, o que é um constrangimento para a pessoa com deficiência. É bem mais fácil, você leva na carteira como se fosse um cartão de crédito, para ir ao cinema, aos teatros e outros lugares. A inovação está ajudando a pessoa com deficiência”, frisou o estudante.

Documentos necessários – Para solicitar a carteira, os interessados devem comparecer ao Núcleo de Cidadania e da Pessoa com Deficiência da Sejusc, na rua Salvador, 456, Adrianópolis, de segunda a sexta, das 8h às 17h. É preciso preencher um requerimento e anexar um relatório médico, com indicação da Classificação Etária Internacional de Doenças e Problemas relacionados à Saúde (CID), além do RG, CPF, certidão de nascimento, tipo sanguíneo, comprovante de residência, número de telefone e foto 3×4.

O responsável legal da pessoa com Espectro Autista também deverá apresentar o documento de identificação, comprovante de residência, telefone e e-mail.

Caso o solicitante seja imigrante com visto temporário, solicitante de refúgio, residente fronteiriço, deverá apresentar a Cédula de Identidade de Estrangeiro (CIE), Carteira de Registro Nacional Migratório (CRNM) ou Documento Provisório de Registro Nacional Migratório (DPRNM).

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui