Corre atrás do fato por você

Prefeitura de Manaus fortalece cuidado com mães e bebês com o projeto ‘Crescer Saudável’


Com o objetivo de aprimorar os serviços de saúde materno-infantil, a Prefeitura de Manaus lançou, nesta sexta-feira, 13/5, o projeto “Crescer Saudável”, que será desenvolvido pela Unidade de Saúde da Família (USF) Leonor de Freitas, no bairro da Compensa, zona Oeste da cidade.

O lançamento foi realizado no auditório da Maternidade Doutor Moura Tapajóz (MMT) e contou com a participação de enfermeiras, assistentes sociais, técnicos em enfermagem e mulheres que já vinham sendo acompanhadas pelo projeto “Grupo de Gestantes Sermãe: acolhendo a vida com responsabilidade”, que completa um ano e que foi o ponto de partida para o “Crescer Saudável”.

A coordenadora do projeto, Elizabeth Modernel, explicou que a iniciativa tem a proposta de acompanhar a criança de zero até os dois anos de vida, o que na prática significa que, além dos cuidados que mãe e filho recebem na USF Leonor de Freitas, um trabalho complementar será realizado pelo whatsapp para monitorar as consultas, verificar o recebimento de vacinas e outras ações de saúde até os bebês completarem dois anos de idade.

“A ideia surgiu em novembro do ano passado, quando muitas mães que já vinham sendo monitoradas pelo grupo de gestantes ‘Sermãe’ começaram a ter seus bebês. Percebemos que o vínculo criado com os profissionais da nossa unidade ficou forte e constatamos a necessidade de dar continuidade aos cuidados. Daí criamos o grupo virtual do qual a mãe passa a fazer parte logo após ter seus bebês”, explicou.

Para integrar o grupo, cada mãe precisa preencher um questionário, via Google Forms, com informações acerca do peso, altura e outros marcadores, para criar o perfil do bebê e assim poder checar se as consultas nos dois primeiros anos estão sendo cumpridas, se o calendário de vacinas está atualizado e se os cuidados com a  saúde bucal estão sendo realizados.

“Além desse monitoramento pelo aplicativo teremos encontros presenciais sobre saúde e qualidade de vida, para envolver as famílias cada vez mais no desenvolvimento das crianças. Este é um desafio estimulante, mas que mostra o quanto é gratificante ter a confiança dessas pessoas no trabalho que desenvolvemos. Sabemos que os resultados serão significativos na saúde dos bebês”, assinalou Elizabeth Modernel.

O grupo Sermãe atualmente contempla 125 gestantes, que recebem orientações durante o pré-natal. São oferecidas consultas médicas e de enfermagem, além do pré-natal odontológico, que visa prevenir doenças bucais que possam ser transmitidas para a criança.

A dentista Carol Falcão, que atua na USF Leonor de Freitas, no bairro Compensa, destacou que quando a consulta é realizada, a gestante é encaminhada ao pré-natal odontológico e quando é verificado que a mãe apresenta infecção, o tratamento já é iniciado. “Toda essa assistência será também voltada às crianças, para que elas possam ter a saúde bucal preservada”, completou.

— — —

Texto – Tânia Brandão / Semsa

Foto – Camila Batista / Semsa

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.