28.8 C
Parintins
sábado, junho 19, 2021

Por insumos para vacinas, executivo da Sinovac pediu fim de ataques à China

A farmacêutica Sinovac cobrou mudança de postura do governo do presidente Jair Bolsonaro para garantir o envio de insumos ao Instituto Butantan para a produção da vacina Coronavac. A informação faz parte de um documento sigiloso do Itamaraty enviado à CPI da Covid. De acordo com O Globo, a ação ocorreu após Bolsonaro mencionar a China ao falar da Covid-19, em maio.

O jornal revela ainda que o ofício reproduz uma carta enviada pela Embaixada do Brasil em Pequim ao Itamaraty com o relato de uma reunião ocorrida em 19 de maio na capital chinesa entre diplomatas e representantes brasileiros com o presidente da Sinovac, Weidong Yan.

O presidente da farmacêutica chinesa teria sugerido que o Brasil enviasse uma correspondência, “no nível político”, com a quantidade de insumos e o cronograma de suprimento de vacinas.

Ainda segundo a publicação, o presidente da Sinovac “fez questão de ressaltar a importância do apoio político para a realização das exportações, e mesmo a possibilidade de tratamento preferencial a determinados países”.

 

 

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui