Morre primeira pessoa de coronavírus no Amazonas, paciente era de Parintins

Foto: Reprodução Facebook

O novo coronavírus (Covid-19) provocou a primeira morte no Estado do Amazonas na noite desta terça-feira, dia 24 de março. O paciente Geraldo Sávio da Silva era comerciante da cidade de Parintins, onde começou como  vendedor de livros e atualmente era dono de ótica e promovia pesca esportiva. Geraldo tinha 49 anos e morreu de parada respiratória, provocada pelo coronavírus.

Em nota, o prefeito de Parintins Bi Garcia e o secretário de saúde Clerton Rodrigues lamentaram profundamente a morte de Sávio. Geraldo Sávio, segundo o prefeito de Parintins, provavelmente pegou o novo Coronavírus em contato com outras pessoas num evento de Pesca Esportiva em Manaus no começo do mês de março.

Depois foi até a cidade de Oriximá, no estado Pará. Em seguida retornou ao Amazonas, passando na cidade de Nhamundá, local da pescaria. Até ser internado com fortes dores no peito na cidade de Parintins, até então o quadro era de pneumonia. Em Manaus os exames atestaram que era a infecção do coronavírus.

Segundo nota do  Governo do Amazonas, o paciente estava no Hospital e Pronto Socorro (HPS) Delphina Aziz, na zona Norte de Manaus. Ele foi internado na unidade de saúde no último sábado (21), por conta do agravamento dos sintomas do Covid-19. No último domingo (22), o paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória, mas foi prontamente socorrido e estabilizado, sendo acompanhado pela equipe médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Delphina. Nesta terça-feira, o quadro de saúde dele voltou a agravar e, no início da noite, ele morreu.

A esposa de Geraldo está em quarentena e contraiu também o coronavírus. /// Por Hudson Lima – [email protected]