31.8 C
Parintins
sábado, junho 19, 2021

Maioria dos governadores convocados pela CPI busca apoio de Bolsonaro em 2022

RIO — Enfrentando possíveis cenários de isolamento político em seus estados, a maioria dos nove governadores convocados à CPI da Covid têm buscado apoio do presidente Jair Bolsonaro para as eleições de 2022. Apesar do alinhamento a Bolsonaro, que defendeu investigações contra governantes locais, a expectativa é que ao menos seis desses governadores assinem uma ação coletiva no Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender os depoimentos, conforme revelou a colunista do GLOBO, Bela Megale. A previsão é que os depoimentos ocorram a partir da última semana de junho.

Cinco dos governadores convocados — Carlos Moisés (Santa Catarina), Ibaneis Rocha (Distrito Federal), Wilson Lima (Amazonas), Marcos Rocha (Rondônia) e Antonio Denarium (Roraima) — se elegeram em 2018 como novatos na política, impulsionados pela onda bolsonarista. Além deles, os governadores do Tocantins, Mauro Carlesse, e do Amapá, Waldez Góes, que não podem concorrer à recondução, procuram manter boa relação com o Planalto para encaminhar suas sucessões.

Neste grupo, pelo menos três governantes sinalizaram que iriam à CPI. Em vídeo divulgado na quinta, Carlesse disse estar “à disposição” assim que for chamado. Ibaneis, segundo o “G1”, disse que “pretende contribuir” — há um mês, o governador do DF disse ter o “prazer de ser apoiador” do presidente. Marcos Rocha, em nota divulgada pelo governo de Rondônia, avaliou que a convocação “será uma excelente oportunidade para tornar ainda mais transparente” a conduta do estado.

Carlos Moisés (PSL), absolvido neste mês em seu segundo processo de impeachment, por conta de suposta fraude na compra de respiradores, classificou sua convocação como “manobra política” e foi rebatido pelo senador governista Jorginho Mello (PL-SC), que o acusou de “oportunismo”. Aliado próximo a Bolsonaro, Mello costura o apoio do presidente para concorrer ao governo de Santa Catarina em 2022, numa chapa que pode contar com o secretário nacional da Pesca, Jorge Seif, como candidato ao Senado.

ACESSE AQUI O GLOBO

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui