23.1 C
Parintins
segunda-feira, março 1, 2021

Londres, o sul e o sudeste da Inglaterra adotarão novo lockdown a partir de domingo

LONDRES – O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou neste sábado, 19, que Londres, o sul e o sudeste da Inglaterra adotarão novo lockdown a partir de domingo para tentar conter um aumento de contágios de covid-19, atribuído a uma nova variante do vírus.

“Parece que essa propagação está alimentada por uma nova variante do vírus”, que é transmitida “muito mais facilmente”, declarou o primeiro-ministro em uma entrevista coletiva. “Pode ser até 70% mais transmissível do que a variante antiga”, disse Johnson. “Nada indica que seja mais letal ou que cause uma forma mais grave da doença” ou reduza a eficácia das vacinas, reiterou Johnson.

De acordo com o premiê, as novas medidas são equivalentes ao lockdown imposto em novembro e durarão duas semanas. O governo britânico reavaliará a situação no dia 30 de dezembro. Sob as novas regras, o comércio não essencial e as academias terão de permanecer fechados. Além disso, as comemorações de Natal em Londres e na região sudeste serão canceladas. 

Apenas as famílias que vivem fora desta área terão agora permissão para se reunir no Natal na Inglaterra, e apenas no dia 25, com viagens de longa distância desencorajadas. “É com o coração apertado que devo dizer que não podemos continuar com o Natal como planejado”, disse o premiê, insistindo que não havia alternativa. 

“Sei quanta emoção as pessoas investem nesta época do ano e como é importante, por exemplo, que os avós vejam os netos, que as famílias estejam juntas”, disse. “Dissemos ao longo desta pandemia que devemos e seremos guiados pela ciência. Quando a ciência muda, devemos mudar nossa resposta”, declarou Johnson ao ser questionado sobre o motivo de ele ter negado durante esta semana, em uma sessão no Parlamento, que o Natal seria cancelado na capital do país. “Temos de agir porque o vírus está se espalhando muito rápido.”

Os governos escocês e galês foram informados sobre a situação e devem anunciar os próprios planos.

O diretor médico da Inglaterra, Chris Whitty, disse que, embora não haja evidências no momento de que a variante do novo coronavírus tenha causado uma taxa de mortalidade mais alta ou impactado as vacinas, um trabalho urgente está em andamento para confirmar isso.

“Alertamos a Organização Mundial da Saúde e continuamos analisando os dados disponíveis para melhorar nosso entendimento”, afirmou Whitty em um comunicado. /// O Estado de S.Paulo

Leia mais em: https://www.estadao.com.br/

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui