27.6 C
Parintins
quarta-feira, junho 23, 2021

Fluminense se reinventa em sua própria formação e vai às oitavas de final com muito mérito

Seria uma injustiça se o Fluminense fosse eliminado da Copa Libertadores na última terça-feira. Claro que poderia acontecer, afinal, no futebol nem sempre resultado e mérito caminham lado a lado. Mas a classificação coroou uma campanha consistente dentro de um dos grupos mais complicados do torneio (para muitos considerado o “da morte”), tanto dentro quanto fora de campo.

Mas o Flu foi melhor que o temido River Plate na estreia no Maracanã; buscou quatro dos seis pontos nas odisseias por Colômbia e Equador; teve 100% de aproveitamento contra o Santa Fe e só havia falhado em um único compromisso: a derrota em casa para o Junior Barranquilla. O empate entre os colombianos na rodada final já daria a vaga ao Fluminense mesmo se perdesse seu último jogo, mas o Tricolor reforçou seus méritos para a classificação com um 3 a 1 dentro do Monumental de Núñez.

E foi disparada a melhor atuação do time de Roger Machado não só na Libertadores, mas em toda a temporada. Principalmente no primeiro tempo. Sim, aqueles 45 minutos iniciais onde o Fluminense vinha se habituando a abrir mão nos jogos desta vez foram muito bem aproveitados. E nem parecia a mesma equipe das atuações apáticas das finais contra o Flamengo no Campeonato Carioca.

Três dias depois da frustração pelo vice-campeonato estadual, o Tricolor primeiro mostrou que não deixou se abater psicologicamente. Os jogadores estavam emocionalmente preparados para lidar com a pressão de um jogo que poderia criar uma crise nas Laranjeiras em caso de eliminação. E o maior benefício do Fla-Flu foi ter tirado lições para se corrigir do clássico.

Muito contestado pelo meio de campo expostos nos últimos jogos, Roger saiu em defesa dos jogadores do setor depois do Fla-Flu e diagnosticou que a falta de combate dos atacantes na saída de bola é que estava sobrecarregando os volantes. E o técnico buscou uma maneira de reinventar a sua própria formação sem sair do 4-3-3 que vinha jogando (e sendo alvo de críticas).

ACESSE AQUI O GLOBO

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui