27.6 C
Parintins
quarta-feira, junho 23, 2021

Estudo mostra quais os clubes mais transparentes e confiáveis do Brasil

InternacionalBahia e Grêmio são os clubes mais transparentes e confiáveis em relação às finanças no futebol brasileiro. Esses três clubes encabeçam, pela segunda vez consecutiva, o ranking montado pelo ge com base nas demonstrações financeiras referentes a 2020 e 2021.

Fortaleza e Flamengo aparecem na sequência, com vantagem em relação aos adversários. O levantamento considerou todos os 60 clubes de Campeonato BrasileiroSérie B e Série C. Os critérios foram antecipados pelo blog em março, antes da publicação dos balanços.

Na edição deste ano, também foi levantada a “opinião do especialista”. Três profissionais com experiência no mercado financeiro e do futebol foram convidados a avaliar os balanços. Neste recorte, os destaques são: FlamengoInternacionalBahiaGrêmio e Fluminense.

Resultados

 

O levantamento não trata da situação financeira dos clubes, mas da transparência e da confiabilidade dos números apresentados. Essas questões são importantes para que as torcidas tenham maior confiança sobre dirigentes, bem como para o mercado financeiro e publicitário.

A lista abaixo está ordenada de acordo com a pontuação obtida com base nos critérios técnicos: dez perguntas com peso um, sendo uma delas detalhada em outros dez itens. A opinião do especialista é um critério de desempate. Caso persista, a ordem é alfabética.

As divisões dos clubes se referem aos campeonatos disputados em 2020, uma vez que os balanços tiveram fechamento em 31 de dezembro.

Critérios

 

As dez perguntas são as mesmas aplicadas no ranking de transparência e confiabilidade produzido em 2020, com base nos balanços de 2019. O método é o mesmo para que haja consistência e seja possível notar se houve progresso ou regresso nas práticas.

  1. Publicou balanço referente a 2020 até 30 de abril?
  2. Publicou balancetes trimestrais ou mensais em todo o 2020?
  3. Publicou orçamento referente a 2021?
  4. Publicou quaisquer balancetes referentes a 2021?
  5. Publicou parecer da auditoria externa sobre o balanço anual?
  6. Auditoria externa fez ressalvas em relação ao balanço anual?
  7. Incluiu relatório no balanço para facilitar entendimento do leigo?
  8. Alterou o resultado líquido do ano anterior em reapresentação?
  9. Publicou provisão para contingências cuja perda é “possível”?
  10. Detalhamento do balanço anual atende mínimo para análise?

ACESSE AQUI O GLOBO

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui