22.5 C
Parintins
segunda-feira, janeiro 18, 2021

Em Iranduba, Wilson Lima acompanha coleta de alimentos que serão doados a instituições sociais

O governador Wilson Lima visitou, nesta terça-feira (07/04), a Central de Distribuição da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), localizada em Iranduba, para acompanhar a coleta de 86 toneladas de alimentos que serão doados a cerca de 150 instituições filantrópicas credenciadas junto à Seas, Sejusc e FPS. As entregas serão realizadas a partir desta quarta-feira (08/04) e incluem 12 itens, entre frutas e verduras.
Na ocasião, Wilson Lima explicou que o Governo do Estado tem feito a aquisição dos alimentos diretamente dos produtores como uma forma de estímulo ao setor primário durante a pandemia do novo coronavírus. A situação de calamidade pública na saúde acarretou a suspensão tanto das Feiras da ADS quanto das aulas da rede estadual de ensino, que até então adquiria a produção dos agricultores por meio do Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme).
“Nessa ação aqui nós estamos atendendo a duas situações: primeiro, a manutenção de atividades econômicas do setor primário, sobretudo da agricultura familiar, porque esse daqui é um programa de regionalização da merenda que a gente mantém fazendo a compra de produtos que já forneciam para o Governo do Estado; por outro lado, o segundo ponto que é importante é garantir a segurança alimentar daquelas populações em condição de vulnerabilidade social”, afirmou o governador.
Ele destacou ainda a aquisição de peixes como matrinxã e tambaqui que também serão distribuídos às instituições. “Nós estamos nos aproximando da Semana Santa e fizemos uma compra de 70 toneladas de pescado de piscicultores aqui da região metropolitana, e esse pescado vai ser entregue para essas instituições para, consequentemente, distribuir para essas pessoas em situação de vulnerabilidade”, disse.
Ao todo, a ação irá beneficiar 51 produtores de oito associações dos municípios de Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Manaus e Rio Preto da Eva. O diretor presidente da ADS, Flávio Antony, frisou que a iniciativa do Governo do Estado foi possível graças à desvinculação do orçamento do Preme, aprovada pela Assembleia Legislativa.
“O que estamos fazendo aqui nada mais é do que alimentar as pessoas que estão em uma situação calamitosa. É dar alimento a quem tem fome e poder ajudar aquele que não está podendo sair para trabalhar e ganhar seu dinheiro. Em paralelo a isso, estamos na Semana Santa, e o Brasil é um país predominantemente cristão. Existe um costume enraizado de termos peixes frescos nessa semana”, completou.

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui