FOTO: Divulgação/DPE-AM

A Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) recomendou a todos os bancos do Amazonas que disponibilizem tendas na área externa das agências bancárias para receber os clientes que aguardam por atendimento. A recomendação, emitida nesta segunda-feira (13/04), também pede que os caixas eletrônicos sejam desinfectados, no mínimo, três vezes ao dia, durante o expediente bancário, para eliminar eventuais focos de infecção do coronavírus no interior das agências.

Conforme ofício enviado aos bancos pela DPE-AM, as tendas devem observar as orientações de distância mínima necessária para evitar a transmissão do novo coronavírus e servem para reduzir a longa exposição dos consumidores às condições climáticas da região. Nas tendas, também devem estar à disposição para clientes os materiais de higiene pessoal necessários à prevenção da Covid-19, como álcool em gel e toalhas de papel.

Conforme o defensor geral do Amazonas, Ricardo Paiva, a falta de resposta dos bancos ou o não acatamento da recomendação podem motivar a adoção de outras medidas que se façam necessárias para cessar a situação de risco à saúde pública nas agências bancárias.

“Apesar das recomendações de segurança e das orientações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que pedem alguns cuidados para reduzir a proliferação do coronavírus, estamos vendo frequentemente longas filas sendo formadas nas agências bancárias do nosso estado. Isso nos preocupa, porque toda pessoa tem direito a um padrão de vida capaz de assegurar a si e a sua família saúde e bem-estar”, justifica o defensor.

Segundo o Governo do Estado, até o último domingo (12/04), o Amazonas registrou 1.206 casos confirmados de Covid-19, com 62 óbitos.