Mapa mostra os casos de coronavírus no país — Foto: Arte-G1

O Amazonas contabiliza, até as 14h desta sexta-feira (27), 81 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. Com a confirmação da fase de transmissão comunitária – quando não é possível rastrear a origem da transmissão – e o avanço da doença no interior, autoridades reafirmam a necessidade de isolamento social como medida para evitar a propagação do vírus no estado.

Além de Manaus, com 74 casos do novo coronavírus, Parintins (2), Manacapuru (2), Santo Antônio do Içá (1) e Boca do Acre (1) registram a infecção. Há uma morte pela doença.

Mapa mostra os casos de coronavírus no país — Foto: Arte-G1

Mapa mostra os casos de coronavírus no país — Foto: Arte-G1

No dia 20 deste mês, o Ministério da Saúde declarou que todo o território nacional estava sob o status de transmissão comunitária do coronavírus responsável pela pandemia da doença Covid-19. Até então, Amazonas estava na fase de transmissão local – quando é possível rastrear de onde veio o contágio.

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Pinto, informou que Amazonas está em transição para a estágio de transmissão comunitária. Com isso, o afastamento social é a recomendação para diminuir o contato entre as pessoas e, assim, quebrar o ciclo das transmissão do vírus.

“Já temos transmissão em que nós não conseguimos saber de quem essa pessoa contraiu o vírus”, disse.

Rosemary afirma, ainda, que os movimentos no Brasil para suspender o isolamento familiar preocupam.

Casos da doença no Amazonas

Dos total de casos do novo coronavírus no estado, 68 estão em isolamento social e passam bem, segundo o governo. Três estão internados no Hospital Delphina Aziz – que se tornou a unidade de referência da Covid-19 no estado. Destes, dois estão passando por uso da cloroquina como pesquisa para o tratamento da doença.

Outras oito pessoas infectadas estão internadas em unidades privadas de saúde.

Na terça-feira (24), morreu o primeiro paciente com Covid-19 no estado. A vítima era um homem de 49 anos, de Parintins. Ele era portador de hipertensão arterial sistêmica. Entre os casos confirmados está a viúva do morador de Parintins. Ela está em isolamento domiciliar na capital e tem quadro estável.

Medidas de segurança

Entre as medidas restritivas mais importantes anunciadas pelo governo do Amazonas, está o fechamento do comércio no estado de serviços que não sejam considerados essenciais.

Desde a quinta-feira (26), todas as pessoas que passam pelo aeroporto de Manaus recebem orientação e passam a ficar em quarentena. Com monitoramento de sintomas por meio de um aplicativo.

Todos eles, assim como os outros casos suspeitos já identificados, serão monitorados por um aplicativo que vai ser disponibilizado pelo governo. Nele, os pacientes em isolamento social irão atualizar sintomas, para que haja acompanhamento direto da FVS. /// Por G1 AM