22 C
Parintins
quarta-feira, junho 16, 2021

Beneficiários do Bolsa Universidade convocados para contrapartida no Hemoam

O Programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus, está convocando 51 bolsistas, de várias áreas de estudo, para prestar contrapartida em parceria com a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).

Os convocados devem se apresentar para adesão ao projeto ou justificativa de ausência na próxima quinta-feira, 7/3, das 8h às 17h, na sede do Programa, que é coordenado pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), na avenida Professor Nilton Lins, 3.259, Parque das Laranjeiras – Bloco D da Universidade Nilton Lins.

Ao ser contemplado pelo Bolsa Universidade, o estudante assume compromisso com o Município de participar de projetos socioeducacionais, ambientais e culturais, de interesse da cidade de Manaus em contrapartida ao benefício recebido. “A participação nas ações de contrapartida é obrigatória e o não comparecimento, no prazo estabelecido, sem justificativa, acarreta em penalidades previstas na legislação pertinente”, frisa a diretora geral da Espi/Semad, Stela Cyrino.

Os convocados receberam e-mail, SMS e alerta no portal do bolsista, e a lista completa está disponível no site: http://portalespi.manaus.am.gov.br/bolsauniversidade/contrapartida-do-bolsista/.

 

Adesão

 

Para adesão ao projeto em parceria com o Hemoam, os convocados devem apresentar cópias do RG e CPF, além de carteirinha de passe estudantil, para receber os auxílios-transporte para a participação.

 

O secretário da Semad, Lucas Bandiera, pontua que, seguindo as orientações do prefeito Arthur Virgílio Neto voltadas à valorização de pessoas, a contrapartida prevista em lei é um compromisso que o bolsista assume que traz uma série de benefícios. “Participar desses projetos permite o contato profissional com o mercado de trabalho, certificação de horas complementares, treinamentos técnicos e, em alguns casos, até oportunidades de estágio”.

Bolsistas com bolsa integral (100%) devem cumprir carga horária de 150 horas por semestre. Já os beneficiários de bolsas de 75% cumprem carga de 120 horas por semestre, enquanto os de 50% têm carga horária de 90 horas semestrais. “Quando o bolsista trabalha, essa carga horária é diminuída em 50% e buscamos inseri-lo em projetos de acordo com sua disponibilidade de horário”, esclarece Bandiera.

 

Caso não possa participar do projeto, o bolsista convocado deve requerer dispensa junto ao Programa, na sede da Espi/Semad, apresentando comprovação do motivo de sua ausência por meio de documentos. “A participação nas ações de contrapartida é obrigatória e o não comparecimento sem justificativa pode acarretar em penalidades”, alerta.

 

Bolsistas que irão justificar a sua ausência do projeto ou solicitar redução da carga horária devem comparecer na data marcada e apresentar declaração de trabalho, constando os dias e o horário da jornada, e a cópia da carteira de trabalho ou contrato para comprovação.

 

Já os bolsistas que estiverem cumprindo estágios curriculares ou remunerados, devem comparecer, apresentando original e cópia do contrato de estágio, declaração constando os dias e o horário de estágio, além do período de início e término do contrato, além de RG, CPF e carteirinha de passe estudantil.

 

 

Texto: Hariele Quara / Semad

Fotos: Louise Batista / Semad

 

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui