27.6 C
Parintins
quarta-feira, junho 23, 2021

Belarus intercepta avião comercial para prender opositor e provoca ira de líderes europeus

MOSCOU – As autoridades da Belarus forçaram no domingo, 23, um avião comercial civil a pousar em sua capital, Minsk, e prenderam um jornalista da oposição que estava a bordo, um ato que alguns líderes europeus compararam a um sequestro.

A apreensão do voo entre Atenas, na Grécia, e Vilnius, na Lituânia – as capitais de duas nações da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) – teve poucos precedentes recentes, e líderes europeus, que devem se reunir em Bruxelas na segunda-feira, disseram que estão considerando sanções abrangentes contra a Belarus.

Poucos minutos antes de o voo da Ryanair deixar o espaço aéreo belarusso e cruzar para a Lituânia, sua tripulação recebeu uma ordem do controle de tráfego aéreo da Belarus para dar meia-volta por causa de possíveis explosivos a bordo. Um caça MiG-29 escoltou o Boeing até Minsk, embora o destino do avião, Vilnius, fosse muito mais próximo.

A oposição belarussa disse que o alerta sobre uma suposta bomba era apenas um pretexto para o verdadeiro motivo de o homem forte do país, o presidente Alexander Lukashenko, ordenar o desvio do avião: a prisão de Roman Protasevich, um jornalista da oposição que estava bordo.

O ato é o mais recente de Lukashenko para reprimir a dissidência. Lukashenko, que está no poder desde 1994, conquistou uma grande vitória nas eleições do ano passado – um resultado denunciado internacionalmente como fraudulento. Seguiram-se meses de protestos populares contra seu governo, gerando repressões abrangentes que deixaram a maior parte da oposição exilada ou presa.

ACESSE AQUI ESTADÃO

Especial Publicitário

As maiores koiotagens

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui